É importante usar famílias de qualidade no Revit? - Blocks Revit

É importante usar famílias de qualidade no Revit?

Quando começamos a criar projetos no Revit, vai se tornando mais e mais necessário conseguir famílias para complementar nossos projetos, existem inúmeros sites para download de famílias, porém, você já parou para pensar se a qualidade das famílias importa? A verdade é que ter famílias de qualidade faz toda a diferença no nosso fluxo de trabalho, e nesse post, vamos explicar porque.

Você já fez um projeto que, em determinado momento, você começou a ter dificuldade de trabalhar por conta de o arquivo estar lento? Daí talvez você tenha culpado seu computador, pensando que ele não suporta bem o Revit, mas a verdade é que, em grande parte, a culpa pode ser das famílias que você está usando naquele projeto.

Sim! É importante usar famílias de qualidade no Revit e nesse artigo eu vou comentar sobre alguns dos fatores que reforçam essa importância e que nós, quanto profissionais, temos que levar em consideração ao escolher os arquivos com os quais vamos trabalhar.

 

1. Tamanho do Arquivo da Família:

O “peso” da família, ou seja, o tamanho do arquivo da família, é 100% carregado no seu projeto, famílias pesadas demais sobrecarregam seu projeto e dificultam o trabalho.

Se o seu projeto possui, por exemplo, 50mb de tamanho e você carrega nele uma família que pesa 5mb, seu projeto passará a pesar 55mb, o mesmo acontecerá para cada família que você carregue ao longo do seu fluxo de trabalho.

Existem diversos fatores que contribuem para que uma família fique pesada e cause lentidão no seu arquivo de projeto, muitos mesmo, um desses fatores é quando temos elementos que se repetem dentro da família e o fazemos com simples modelagens 3D, quando, na verdade, esses elementos repetidos deveriam ser famílias carregadas dentro da nossa família, essa é uma solução simples que ajuda a deixar as famílias muito mais leves, mas que a maioria das pessoas não faz.

Aqui na Blocks Revit temos um checklist de tarefas que fazemos para otimizar ao máximo o tamanho dos arquivos, de modo que os usuários das nossas famílias tenham o arquivo mais leve possível.

 

2. Importações de modelos 3D de outros programas

Famílias que possuem importações de outros softwares, como grande parte das que encontramos na internet, tendem a trazer lentidão para o nosso projeto, dificultando o desenvolvimento do trabalho.

O Revit é um software BIM, ou seja, dentre outras coisas, você pode criar as modelagens em 3D dentro dele, porém, por pressa ou comodidade, muita gente acaba criando famílias importando arquivos de softwares como SketchUp, 3DS Max, dentre outros, esse tipo de importação faz com que a família possa ficar até 10x mais pesada que uma família criada diretamente no Revit.

Outro problema muito recorrente nesse tipo de prática, é a representação gráfica, como a modelagem 3D dessas famílias não foi criada no Revit, pode ser um pouco complicado configurar corretamente a representação gráfica desses arquivos em Planta, Cortes e Elevações, aliás, dependendo da geometria pode ser muito complicado chegar a um resultado satisfatório.

Aqui na Blocks Revit não trabalhamos com nenhum arquivo criado em outros softwares, tudo é 100% desenvolvido em Revit.

 

3. Parametrização das Famílias de Revit

Outro fator fundamental a ser levado em conta, é com respeito à parametrização, a grande maioria das famílias que encontramos na internet não possui parâmetros, ou, quando possuem, não estão adequadamente configurados, ou seja, as vezes precisamos que uma família possua um tamanho ou material diferentes, e isso simplesmente não é possível ou não foi previsto pela pessoa que desenvolveu o arquivo. Esse tipo de problema tende a gerar um grande atraso no desenvolvimento do projeto, pois, você precisa daquela família com uma característica que ela não possui, e, nesse caso você tem duas opções, ou você vai lá, abre a família e tenta modificá-la para atender a sua demanda, o que, frequentemente, pode ser muito complicado, ou você pode voltar à internet e procurar outras famílias que sejam adequadas à sua demanda.

Aqui na Blocks Revit nos preocupamos muito com a parametrização, e tentamos entregar o máximo de parâmetros em cada família para que os usuários tenham liberdade de adaptá-las aos seus projetos, muitas famílias inclusive vêm com opções de tamanhos e cores diferentes, para facilitar ainda mais.

 

4. Aparência da Família de Revit em Render

Quando finalmente encontramos uma família que atende à todas as nossas demandas, ou seja, possuem o material adequado, o tamanho adequado, ficam com boa representação gráfica nas vistas de projeto, quando achamos essa família podemos finalmente avançar no projeto, até que chega o momento de Renderizar, e esse é outro momento importante do nosso fluxo de trabalho em que frequentemente encontramos erros nas famílias.

Os erros mais comuns são relacionados à materiais desconfigurados, ou mal configurados, isso faz com que o objeto que, em planta era cinza, no render saia vermelho, ou de qualquer outra cor, ou até que as texturas aplicadas estejam desproporcionais ao objeto, ou seja, que a textura esteja grande demais, pequena demais ou até deformada, e a família fique renderizada com uma aparência ruim. Muitas vezes os materiais das famílias nem estão configurados para render, o que faz com que todos os materiais apareçam cinza, por exemplo.

Outro erro muito comum é que existam faces sobrepostas na modelagem da família, e isso faz com que em render os materiais dessas faces apareçam em conflito, coisa que pode estragar completamente a imagem gerada no Render daquela cena.

Aqui na Blocks Revit criamos as famílias tendo todos os cuidados para que o resultado em Render seja excelente, mesmo quando o render é totalmente feito em Revit.

 

5. “Lixo” no Arquivo da Família do Revit

Me arrisco a dizer que esse problema está presente na maioria das famílias que encontramos na internet, é realmente muito comum, e em alguns casos chega a ser assustadora a quantidade de informações, outras famílias, materiais, hatchs, linhas e etc, coisas que estão presentes dentro de uma família e que ela não está usando para absolutamente nada.

Esse é um dos principais fatores que fazem com que algumas famílias tenham tanto peso dentro do arquivo, pois, frequentemente ela trás junto com ela centenas de informações desnecessárias e carrega isso tudo no seu projeto, o que, somado à outras práticas ruins, faz seu projeto ficar muito lento.

Na Blocks Revit esse cuidado é levado muito a sério, nossas famílias são verificadas 3x após o desenvolvimento para garantir máxima qualidade.

 

Conclusão

Esses 5 fatores que comentei acima, são só alguns dos muitos que precisam ser levados em consideração ao criar uma família de Revit de qualidade.

Espero que com esse artigo você tenha percebido os diversos benefícios que um bom desenvolvimento de famílias trás para o seu Fluxo de Trabalho no Revit, tendo uma boa e confiável biblioteca de famílias, o seu projeto vai fluir com muito mais rapidez e consistência, já parou para pensar em quantas horas você gasta buscando famílias na internet a cada projeto que desenvolve? O tempo gasto costuma ser enorme e o seu tempo de trabalho tem um custo muito alto, pois, enquanto busca famílias, você poderia estar avançando no projeto e gerando mais valor para os seus clientes.

Trabalhe com famílias confiáveis, que possuam qualidade em planta, corte, perspectiva e render.

Conheça a BlocksRevit.com

Erick Mark

COO + CFO na Blocks Revit. Professor e especialista em Revit. Podcaster no Revitcast, disponível no Spotify e iTunes. Autodesk Certified Professional em Revit. Autodesk Certified Intructor.